Seja Bem-Vindo (a).

Leia as informações abaixo para compreender o que é Psicologia do Emagrecimento e como o processo de Psicoterapia pode te ajudar.

Muitas pessoas buscam emagrecer ou manter hábitos de vida mais saudáveis, porém não conseguem seguir uma prescrição alimentar ou manterem-se firmes em seus objetivos.

Ao longo de nossas vidas aprendemos comportamentos que à medida que são repetidos tornam-se hábitos. 

Nem sempre os nossos hábitos alimentares são saudáveis, o que acaba resultando em excesso de peso ou na dificuldade em reduzi-lo, e ainda mais em mantê-lo.

É importante ressaltar que mais do que emagrecer, a mudança de hábitos produz maior qualidade de vida, podendo reduzir significativamente o risco de inúmeras doenças, sendo assim, um trabalho de prevenção que vai além apenas da questão estética em si.

 

Desse modo, porque é tão difícil para algumas pessoas mudarem hábitos e tornarem mais saudáveis?

A Psicologia do Emagrecimento, compreende que o Comportamento Alimentar não se limita apenas ao que as pessoas comem, e preocupa-se em compreender COMO AS PESSOAS COMEM.

Para isso, os psicólogos utilizam-se da Terapia Cognitiva Comportamental, que fundamenta-se no conceito de que o modo pelo qual as pessoas pensam afeta o que elas sentem e também o que fazem, para no processo de Psicoterapia ajudar o paciente a compreender o seu comportamento afim de modifica-lo, produzindo a partir do treino desses novos comportamentos, hábitos saúdaveis.  

 

O processo de PSICOTERAPIA para emagrecimento consiste em sessões de apoio psicológico  cuja finalidade é promover a modificação do comportamento alimentar (comer compulsivo ou disfuncional) que leva ao excesso de peso e por consequência promover um emagrecimento saudável e sustentável.

 Assim, a Psicoterapia se através do acolhimento e da escuta atenta e respeitosa, da discussão dos temas da apostila e do uso de técnicas da terapia cognitivo comportamental.

Tudo isso para que o paciente reestruture seus pensamentos disfuncionais que o impedem de emagrecer, modifique ou amplie seu repertório comportamental, aprenda regular suas emoções e alcance assim suas metas de emagrecimento a médio e longo prazo.

A minha experiência clinica me ensinou o quanto é gratificante atender pacientes que já tentaram de tudo para emagrecer, visto que maioria das pessoas que padece de sobrepeso ou obesidade podem ter diversos problemas de ordem emocional (baixa tolerância a frustração, baixa autoestima, alto grau de ansiedade, depressão medo ou culpa..)  atrelados ao processo de emagrecimento, e participar desse processo de construção uma nova história é maravilhoso.

 

Ana Spenciere  

Psicóloga Clínica formada há 14 anos pela PUC_GO

Psicoterapeuta da abordagem Terapia Cognitivo Comportamental

Certificada em Psicologia Positiva 

Coach de Saúde e Emagrecimento.